Como tratar a gastrite sem omeprazol Pular para o conteúdo principal

Como tratar a gastrite sem omeprazol

       Já comentei sobre azia e refluxo e o mito do excesso de acidez. Na verdade a maioria das vezes a azia e refluxo é causado por baixa acidez ou falta de acidez no estômago, como já expliquei no vídeo: http://bit.ly/CausadaAziaeRefluxo E sendo baixa produção de ácido a causa, a melhor forma de tratar é aumentando a acidez do estômago.

Mas as pessoas que possuem gastrite mesmo que leve, antes de reforçarem a acidez do seu estômago, devem procurar tratar a gastrite. Como gastrite significa lesões na mucosa do estômago, que protege o tecido da corrosão do suco gástrico, é importante restabelecer a mucosa para não haver danos em seu estômago.
O tratamento para gastrite convencional padrão hoje em dia tem sido o uso de omeprazol + antibióticos para eliminar a bactéria H. Pilory e recuperação da mucosa gástrica. Normalmente de 4 a 8 semanas.

Já comentei sobre os problemas que o uso de omeprazol pode causar à saúde. Além disso o seu uso prolongado pode causar gastrite atrófica. Já falei sobre um pouco sobre isso no meu E-book "5 Erros que Sofre de Azia e Refluxo Comete que Estão Impedindo Você dese Curar". Mas pretendo escrever um artigo mais aprofundado sobre o assunto em breve.

Por isso neste artigo vou ensinar você uma forma para tratar a gastrite sem omeprazol.

Foi publicado um estudo em 2010 comparando a eficácia da Aroeira (Shinus terenbinthifolius Raddi) com omeprazol em pacientes com gastrite e sintomas dispépticos. Vou comentar com você os principais detalhes desta pesquisa.

O estudo foi realizado sendo do tipo randomizado, duplo-cego, comparativo, com 72 pacientes que apresentaram diagnóstico de gastrite, confirmado através de endoscopia digestiva alta e biópsia. Os voluntários foram divididos em 2 grupos sendo tratados com extrato seco da casca de aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi) 233,6mg 2x/dia, durante quatro semanas ou omeprazol 20mg 2x/dia, durante quatro semanas, via oral. Os pacientes fizeram em exame de endoscopia no início e um no final do estudo.

A aroeira é uma planta comum da vegetação do litoral do Nordeste, que é bastante utilizada na medicina popular, tendo o seu primeiro registro em 1926 , na Pharmacopeia Brasileira. Ele é utilizada contra doenças inflamatórias, infecciosas e em processos de cicatrização.
Figura 1. Aroeira

É utilizada na prática médica clínica já reconhecida e recomendada nas vaginoses bacterianas. E é usada de forma empírica no tratamento de gastrites, úlcera péptica e dispepsia.

É uma planta rica em taninos e polifenóis que possuem várias propriedades são responsáveis pelas suas atividades farmacológicas.

 Observou-se que os pacientes que possuíam gastrite crônica responderam mais favoravelmente ao tratamento com aroeira oral do que ao omeprazol. Cerca de 64% dos pacientes que fizeram uso da aroeira que apresentavam "gastrite moderada" apresentaram melhora passando para "gastrite leve/discreta", um resultado 2,3 vezes maior que os tratados com omeprazol.

Cerca de 5% dos pacientes que fizeram uso da aroeira recuperaram 100% das lesões da mucosa, no grupo do omeprazol não foi relatado nenhum caso de cura. Apesar disso, o estudo diz que devido a critérios de relevância estatística não há diferença nos resultados.

Foi verificada ainda uma provável ação anti H. pilory da aroeira (cerca de 17% dos pacientes tratados eliminaram a bactéria contra cerca de 9% do grupo omeprazol). Porém os autores dizem que é necessário estender os estudos para confirmar essa ação anti H. pilory.
http://recompensa.adeusazia.com.br/
Chegaram a conclusão que a aroeira apresentou resultados mais eficazes que o omeprazol na melhora dos sintomas associados à gastrite. Além disso, a aroeira é um fitoterápico que pode ser utilizado por períodos maiores sem apresentar os efeitos colaterais conhecidos do uso do omeprazol.

Meu conselho:

Caso você tenha apresentado quadro de gastrite na sua endoscopia, sugiro que discuta com o seu médico a possibilidade de estar utilizando a aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi 233,6mg 2x/dia) conforme descrito neste estudo. Ele poderá lhe receitar para que você possa comprar numa farmácia de manipulação e fazer o seu tratamento com um medicamento que é natural e mais eficaz do que omeprazol, além de não apresentar os efeitos colaterais associados a este.


Caso queira ver o estudo completo acesse em: http://bit.ly/1BpNP0a



Participe da nossa aula on-line grátis em que eu vou explicar para você outras estratégias para eliminar a gastrite e o refluxo de forma 100% natural.


 





Gostou deste artigo? Curta nossa página do Facebook para receber mais novidades.

Postagens mais visitadas deste blog

Azia e Refluxo? Saiba tudo sobre betaína HCl (Cloridrato de betaína)

Você já ouviu da betaína HCl? Ela também pode ser chamada de betaína cloridrato, cloridrato de betaína ou hidrocloreto de betaína.
Ela é considerada um suplemento alimentar. Ela tem um papel muito importante para sua digestão, funcionando como um reforço do seu suco gástrico. Se você sofre de azia ou refluxo a betaína cloridrato, em muitos casos, pode ajudá-lo a eliminar a causa do seu problema de forma natural.
Deixe eu te contar rapidamente como descobri a betaína HCl (cloridrato de betaína)
Antigamente, quando eu sofria com azia e refluxo eu logo procurava meu médico que me recomendava medicamentos para reduzir a acidez do estômago como omeprazol. Eu começava a usar o medicamento e sentia um grande alívio. Isto me fazia pensar que o problema era realmente excesso de ácido no estômago.
Mas passado um tempo do tratamento eu comecei a perceber que na verdade o refluxo continuava, só não estava mais me provocando azia. Além disso, com o uso prologado dos "prazóis" comecei a senti…

A IMPORTÂNCIA DOS PROBIÓTICOS NA CURA DA AZIA, GASTRITE E REFLUXO

O uso de probióticos pode auxiliar no tratamento de gastrite, azia e refluxo. Neste artigo é feita uma análise detalhada dos benefícios cientificamente comprovados do uso dos probióticos.

Hipocloridria ou Acloridria: Saiba os perigos da baixa produção de ácido no estômago!

Hipocloridria significa baixa produção de ácido no estômago e Acloridria significa nenhuma produção de ácido. Estes quadros representam um sério problema para sua saúde e vou te explicar o porquê.

Sabe qual o papel do Ácido Gástrico na digestão dos alimentos que você come?

Nosso corpo trabalha como uma fábrica, cada órgão tem uma função na digestão da comida como uma linha de produção. A boca funciona como um triturador que reduz o alimento em pedaços menores para possamos engolir, depois a comida vai para o estômago, que funciona como um liquidificador ou processador de alimentos, transforma o alimento em uma "sopa ácida" chamada quimo graças à ação do suco gástrico.


Esta "sopa ácida" sai do estômago e vai para o duodenoque ao perceber a presença de um pH ácido (entre 2 e 4,5) libera um hormônio chamado secretina. A secretina é responsável por estimular o pâncreas a produzir bicarbonato de sódio e enzimas digestivase incentiva o fígado a produzir bile (que é armazena…